terça-feira, 21 de julho de 2009

Declaração Universal dos Seres Aleatórios


Alguns textos vem e vão na nossa vida. Esse constantemente surge para mim... Alguns conhecem...

Declaração Universal dos Seres Aleatórios


Somos do sol e de lua, mas podemos xingá-los.

Somos Headbangers, punks, goths, mas a música vizinha sempre atrai.

Somos Ateus apegados a Deus

Somos a sinestesia

Somos a bipolaridade

Somos a verdadeira esquizofrenia do mundo.

E talvez, a sua maior diversão

Não temos futuro, não temos dinheiro, mas temos bebida!

Somos frutos do acaso.

Filhos bastardos da vida, e sem direito a herança!

Nas nossas veias não correm sangue, correm dados

Padrão genético de nossa aleatoriedade.

3 comentários:

alissonverner disse...

esse ai nem sabe o que é rpg! hhahahahah
valew

Maricelle Ramos disse...

Ainda bem que este texto não se foi...
Talvez seja isso que nos torne seres tão complexos, porque somos o que muitas vezes nem sabemos ou queremos. E é este ser, este ter tão contraditório que nos torna indivíduos tão perfeitos como seu texto.

Nem sei porque, mas amei a foto!

Beijos.

Magnólia Ramos disse...

Somos um composto contaditório que não poderamos ser!

Que texto!

somos seres aleatórios, que falam aleatoriedades e aleatoriamente fingimos não ser.

Perfeito!