quarta-feira, 28 de maio de 2008

Para além

Eu busco. Busco um dia ensolarado, mas não quente.
Busco um dia inebriante, mas não chato.
Busco pessoas solidárias, mas não viscosas.
Quero prazer, mas não satisfação.
Satisfação dá e passa e então nos deixa na imensidão da solidão.
Temo a solidão, mais do que a morte.
Temo o vazio, muito mais do que a ausência.
Ausência traz saudade, saudade é sentimento.
É querer ter, é a falta, é o buscar.
Eu busco.


PIAF(LORENA)

4 comentários:

Letícia Cattelan disse...

Lorena, obrigada por visitar, comentar e elogiar. ;)

Sobre "Para além", acredito que o buscar, todos os dias, por todas as coisas é o combustível que nos mantém vivos. Como sonhos e esperança...o buscar são essas coisas transformadas em atitude.
Bjo!!!
:)

Maricelle disse...

Loren's!

A busca é uma constante na vida dos seres humanos...

Parabéns pelo o texto!
Simplesmente perfeito!!!!!

Nastássia Fillipóvna disse...

Maravilhoso.

A construção do texto foi uma das coisas que mais me chamaram a atenção.

Gosto dessa "brincadeira" com as palavras, gosto desse jogo de sinônimos, ou quase sinônimos.

Jana Moraes disse...

Eu busco mais, sempre mais felicidade...
Mais caretas no retrato...

Passa na Maçã e dê uma mordidinha...

Você não vai se arrepender...

[b]http://macacomlimao.blogspot.com